instrumentos
CANAL DE VIDEOScanal videos

Cada CD oferece um libreto com extensa informação sobre o tema apresentado.

Contém a contextualização histórica; letras e respectiva tradução; biografias e fotos dos intérpretes, autores e personagens históricos a eles ligados.

Um óptimo suporte ao estudo da cultura e da história cabo-verdiana no seu contexto mundial, fruto de anos de pesquisa em Cabo Verde e Portugal.

Temáticas

CD's Temáticos

1. Música de Intervenção Cabo-verdiana

Música de Intervenção Cabo-verdiana

As canções de intervenção, canções de protesto e de luta, têm uma longa tradição na música Cabo-Verdiana.

Muitas dessas canções dizem respeito à longa história da luta anticolonial e nelas aparecem satirizadas diversas situações e personagens de Cabo Verde e de Portugal.

Outras surgiram após a independência criticando o regime de partido único e as inerentes limitações democráticas, mas mesmo em situação de eleições livres continua a haver motivos de desagrado que levam alguns poetas e músicos a exteriorizar através dessa forma de arte, a revolta que sentem perante certas e determinadas situações. mais detalhes


2. Lisboa nos Cantares Cabo-verdianos

Lisboa nos Cantares Cabo-verdianos

A cidade de Lisboa é evocada com frequência em algumas melodias cabo-verdianas que se tornaram famosas.

Curioso ainda é verificar como a capital portuguesa foi apreciada de variada forma, de acordo com as diferentes visões que os autores cabo-verdianos foram tendo desta cidade ao longo dos tempos.

Por um lado, como a camada social predominante dos visitantes foi variando com o decorrer dos anos e também, como Lisboa, em si, se foi modificando é notória uma evolução no acolhimento dispendido aos chamados "Ultramarinos". Daí resulta que as referências à cidade que Tirso de Molina considerava a oitava maravilha do Mundo, sejam muitas e variadas. Para este CD foram selecionados os casos mais marcantes e que significaram uma verdadeira mudança na maneira como os cabo-verdianos viram e vêem a cidade das sete colinas. mais detalhes


3. Cabo Verde Canta CPLP

Cabo Verde canta CPLP

Este CD Cabo Verde Canta a CPLP é constituído pelas principais canções que unem os cabo-verdianos aos outros povos que com eles estão irmanados pela mesma língua e está ligado à história da emigração cabo-verdiana nomeadamente àquela, voluntária ou forçada, que foi dirigida às antigas colónias portuguesas.

Para entrarmos bem no espírito delas é preciso, porém, conhecer um pouco a história da emigração cabo-verdiana no seu todo, a qual é contada no libreto do CD. mais detalhes


4. Evocação de Amílcar Cabral

Evocação de Amílcar Cabral

Numa pesquisa efectuada nos arquivos da Rádio em Cabo Verde encontraram-se para cima de meia centena de canções com referências a Amílcar Cabral. Na impossibilidade de as incluir a todas num único CD escolheram-se dentre aquelas que pudemos licenciar, as dezanove que, no nosso critério mais marcaram a época em que foram feitas.

Procuramos também apresentar um leque vasto de autores e intérpretes embora reconheçamos que esse critério nos levou a selecionar algumas canções que estão bastante abaixo do nível de qualidade da maioria.

Temos em preparação um outro CD em que iremos priveligiar gravações novas, algumas delas inéditas e incluir mais alguns poemas do vasto reportório de Amílcar Cabral. mais detalhes


5. Cânticos Crioulos ao Mar

Cânticos Crioulos ao Mar

O mar foi durante séculos a prisão mas também a porta de saída dos cabo-verdianos.

Prisão porque os retinha encerrados no arquipélago e muitas vezes presos a uma só ilha, sem esperança de lá poder sair.

Porta de saída também porque foi através dele que enfrentando todas as adversidades, o cabo-verdiano se lançou na aventura da imigração que o havia de levar a todas as partes do mundo.

O cabo-verdiano olhava o mar com raiva porque aquela imensa massa de água salgada que o cercava por todos os lados não o deixava partir em busca de um futuro melhor, mas, por outro lado, sabia que era cruzando esse mar que, um dia, ele partiria para construir a sua vida lá fora.

Não para ficar indefenidamente longe da sua terra amada mas para voltar a ela quando finalmente tiver triunfado e poder regressar sabendo que não voltará a ter de viver a vida sem esperança que durante tanto tempo o atormentou.

E essa relação ódio-amor que o cabo-verdiano cultiva que transparece na prosa, na poesia e na música cabo-verdiana. mais detalhes

topo